O que foi que eu fiz

— O que estou fazendo aqui?
— Não, pelo amor de Deus não!
— Não me amordacem
— Eu não fiz nada

Calma rapaz é para a sua própria segurança;

— Não!
— Pelo amor de Deus não!

...
Tragam a injeção;
...

— Não consigo me movimentar
— Meus braços estão presos
— Isto é o que estou pensando,
— Uma camisa de força?

— O que foi que eu fiz?
Para estar aqui?

— Jesus!

— Eu não fiz nada!

Minhas pernas doem
Meu corpo dói
Minha cabeça está doendo

— Socorro!

— Meu Deus, alguém me tire daqui

Eu preciso urinar
Não consigo me mover

— Socorro!

Meu Deus, eu não fiz nada

— Socorro!
— Socorro!
— Pelo amor de Deus Socorro!

Eu não fiz nada

Eu preciso movimentar meu braço
Está formigando

Não estou suportando mais

Pelo amor de Deus
— Alguém me ajuda!

Eu não fiz nada!
Eu não fiz
— N-a-a-d-a!

...

O paciente dormiu?
Dizia o psiquiatra com uma plancheta na mão perguntando
A uma enfermeira truculenta

Não Doutor,
Ele está com um comportamento agressivo
E esta se auto mutilando

Está em isolamento?
Já ha três dias, parece estar sofrendo de uma espécie de alucinação

Igual a senhora da semana passada?
Pior Doutor, pior
Leia aqui o motivo dele estar internado

O Psiquiatra, reposiciona o óculos
Segura o formulário da enfermeira
Olha para o que lê
Com um olhar estarrecido
E estrala-o de um modo surpreendente:

– Meu Deus! Ele fez isto mesmo?
– Sim Doutor

A solitária é pouco, aplique nele isto, e por favor faça-lhe o grupo de oito para tal procedimento

Grupo de oito? É sério mesmo?
Claro! É um caso grave,
Ele precisa de cuidados e urgente!
...
– Graças a Deus vocês vieram
Balbuciava o paciente, em meio a babas efeito dos remédios

— Vieram me tirar daqui?

— Por que tanta gente?

— Não me olhem assim?

— Eu não fiz nada?

Outra injeção

– Segurem ele!
Rápido

Dizia um enfermeiro negro que parecia saber muito bem o que estava fazendo

— Siga o protocolo grupo de oito agora

Dois na perna esquerda
Dois na direita

— Já!

 — Não! Outra injeção não!

– Aplique corretamente, lembre-se do protocolo, se for errado
Pode-lhe causar gangrena
E amputação...

— Claro, mas ele está muito agitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sombra do onipotente habite nos seus caminhos...

Postagem em destaque

E se

E se algum ente querido tivesse morrido? E se um tapa na cara fosse o fim de um romance? E se o meu cachorrinho tive...