Contos Waldryano

Artesão

Peguei meus sentimentos
Cada um e separei em sessão
Amor, felicidade, tristeza e solidão.

Comecei a tecer me
Necessitava encontrar a perfeição

Coloquei o Amor entrelaçado a tristeza

Ambas precisavam desta sustentação

A felicidade uni a solidão
Entender me no silêncio
Me traria a algo bom

Dia a dia foi eu
Fazer o entrelaçado

Amor era muito fácil
Porém a tristeza, muito complicado

Entendo que para saber trabalhar
Com este sentimento
Precisava de alguém ao meu lado
Então, mesmo triste
Sempre tenho o amor,
Logo, sou apaixonado

Neste meu artesanato de sentimentos

É importante unir bem a felicidade
Entendi que solidão
Era real
Muitas vezes há em excesso
Este material

Todavia, nos entrelaçados
Que sou eu

Preciso saber lidar com a solidão
O silêncio e a falta de gente
Não pode fazer eu perder a percepção
A felicidade tão bom quando se sente

Entrelaço-a todo dia com a solidão
E deste modo domo o meu coração

Aprendi
Que entre tantas
Materiais

Eu preciso
Fazer algo belo
— Eu

Confesso que me refiz várias vezes
Pois o material final
Exige perfeição
A vida é exigente!

Eu aprendi que tudo
Está ao alcance das minhas mãos
Afinal da minha vida
Sou o eterno Artesão

😊

Nenhum comentário:

Recentes aqui no Blog

Pesquisar este blog