Heley um martim da educação

Heley de Abreu professora de 43 Anos, doou sua vida de modo heroico salvando os seus queridos alunos, tão pequenos frágeis indefesos, que foram queimados em Jaúna no norte de Minas Gerais na quinta dia 05 de outubro de 2017. Várias crianças foram queimadas e 4 inocentes de 4 anos apenas, morreram fruto de um desvaneio de um vigilante que se matou na sua demência.
Preciso deixar meus pesames e os meus sentimentos por essa professora, que além de mestre era mãe de três filhos, inclusive tinha um filho de 3 meses na casa, que nunca mais verá sua mãe.
É com lágrimas nos olhos que escrevo isto, e sinto, como cada um que tem sentimento no coração, a tristeza e a alegria. A tristeza de saber que uma professora morreu, o mundo ficou mais triste, com a retirada prematura de uma educadora. E a felicidade, de saber que Heley tinha um espirito educador, protetor, autruista, entregou a propria vida para salvar vidas.
Não consigo imaginar tal situação.
-Você como o responsavel a proteger indefesos, e logo se vê na situação de escolher entre defender, ou entregar a vida para salvar futuros.
Heley fez a atitude mais nobre, salvou. E acabou morrendo queimada.
Quando queimar seu dedo na boca do fogão. Multiplique por mil e saberá o que ela sentiu.
Ela salvou crianças, filhos que ela adotou para sí, tal qual os melhores educadores que existem. Ela via cada criança ali naquela sala de aula como uma ave que precisa proteger debaixo de suas asas.
Meus sentimentos querida educadora, descanse em paz e saibas que Deus se alegrou muito do seu ato, e eu não poderia ser indiferente e deixar passar este fato, meu coração chora e sorri.



Crônicas de um Velho Jovem

Um comentário:

Gloria Thurlher disse...

PARA DEUS TUDO IMPORTA OS HERÓIS ANÔNIMOS

Translate