Contos Waldryano

Contos Lucas

Guia prático para escrever um livro [Capítulo 03]

Capítulo 03
O que é verossimilhança, e qual a sua importância na narrativa?
   
Chama-se verossimilhança, em linguagem corrente, ao atributo daquilo que parece intuitivamente verdadeiro, isto é, o que é atribuído a uma realidade portadora de uma aparência ou de uma probabilidade de verdade, na relação ambígua que se estabelece entre imagem e ideia.
Em literatura, o termo designa a ideia de que aquilo que é narrado se assemelha à realidade. Verossimilhança no geral é aquilo que possui semelhança com a nossa realidade, com o nosso dia a dia.
Verossimilhança é a impressão da verdade que a ficção consegue provocar no leitor. Alguns filmes, novelas, livros são exemplos de verossimilhança pois apresentam os fatos semelhantes ao que acontecem na realidade vivida.
Outro ponto de vista, define a verossimilhança não como a semelhança dos elementos da obra com o mundo real, mas a credibilidade que esses elementos demonstram em relação ao mundo de ficção apresentado. Sob essa perspectiva, portanto, adequação à realidade e verossimilhança são conceitos independentes, podendo, por exemplo, uma obra introduzir elementos que se correspondem fielmente com a realidade, mas não são verossímeis no contexto de ficção construído na obra.
Entende-se na Narrativa que ela é verossímil quando respeita conceitos da realidade, sendo espaço, situações emoções e condições. Um Bom texto utiliza-se da verossimilhança.
Lembrando que esta forma de narrar foi desenvolvida na Grécia por Aristóteles no seu livro a Poética.
Estarei escrevendo sobre conceitos da narrativa, literatura e construção textual, e repassando pesquisas reformulando aprendizados (já estudei de modo teórico construção textual).
Mas o mais interessante neste momento é aprender conceitos básicos de literatura e narrativa.
Guia prático para escrever um livro

Translate