Contos Waldryano

Amor, Apesar da Dor [poesia]


#
Amor, Apesar da Dor




O vento do momento


Veio do norte


Deixou a folha desgarrada da relva


Me dizer quem é que foi


Naquele momento


Tudo era tão nostalgico


Sem vida inaceitável


Foi levado por uma força estranha


tentaram explicar dizer algo


Mas era tarde

Pois já fora sem ferir, sem ouvir


Poderia pedir a chuva


Parar o tempo, porque ficou ali parado?


Não merecia ser levado

O sopro ficou, levou o sofrimento


Tudo era assistido à risos


Com tanto poder


Fazer todos se calarem


Poder de pedir e ser atendido


Não quis o vento levar aquele momento


Estar com amor apesar da dor


Ser uma folha sem destino


Mas a paz, necessitou da verdade


E a coragem o Fez forte


O vento foi mais doce


Perdão na atmosfera sentiu


Quem era tão digno


Não merecia ser castigado


Mas parecia que já estava tudo certo


No terceiro dia


Exato as três da tarde


Ele venceu e reviveu.


autor da poesia : Waldryano



9 comentários:

Ezequiel Domingues dos Santos disse...

Muito bonito essa reflexão. Deus te abençoe e continue te inspirando.
Ezequiel Domingues dos Santos

http://www.ezequiel-domingues.blogspot.com.br/

https://pt-br.facebook.com/ezequiel.dominguesdossantos.7

https://plus.google.com/u/0/114299736915584515520/about

https://twitter.com/Ds83Ezequiel

http://www.youtube.com/user/Ezequiel0ful/videos?view=0&flow=grid


Ezequiel Domingues dos Santos disse...

PAz do Senhor querido irmão, obrigado pela força. Quando eu chegar do trabalho à tarde (aqui é bloqueado pra algumas coisas rsrsrs) eu coloco um banner de seu blog... caso tiver um pronto mande o código para o meu e-mail zica_ds@hotmail.com .

Tenha um ótimo dia Waldryano, fique na paz.
Ezequiel Domingues dos Santos

Anônimo disse...

Poesia muito linda. Deus continue te abençoando e te inspirando!

António Jesus Batalha disse...

Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
seguindo e divulgando seu blog.
Desejo-lhe muita saúde muita paz e grande felicidade, e também um Feliz-Natal.

Waldryano RJ disse...

Paz do Senhor, António, ja es parceiro, e devo lhe confessar, que gostei muito do seu blog, do que escreve, aí em Portugal, não é, Deus continue te abençoando e inspirando, seja com suas tão lindas poesias cristã, ou com suas palestra evangélicas, Deus te ama, nos ama, siga sempre em frente

Waldryano RJ disse...

Oi Carina, Deus te abençoe sempre querida

Vanderleia disse...

Parabéns, linda poesia.
Deus te abençoe!

Rinaldo Moreira da Nóbrega disse...

Esses textos de reflexões da palavra realmente tocam no coração essa poesia Amor apresar da dor me tocou bastante e em poucas palavras contou a historia da crucificação de Cristo.

Mirninha Anara disse...

Que linda a poesia. Nos faz repensar sem se cansar da morte de CRISTO e refletir sobre como estamos vivendo, se para Ele ou por nós mesmos.
DEUS nos ajude!

www.sincerandocomamor.blogspot.com.br
Mirna Anara

Recentes aqui no Blog

Pesquisar este blog